sexta-feira, 21 de maio de 2010

Se, quase, um dia, quem sabe, talvez...

Já faz semanas que estava pensando em vários temas legais, assuntos interessantes para elaborar um texto do qual as pessoas se identificassem.
Pois é, semanas tentando desenvolver um texto bom para postar aqui. Depois de tantas tentativas frustadas, acabei desistindo, esperando pela famosa 'inspiração', então comecei a reparar em algumas palavras que são constantes em nosso vocabulário, embora o significado delas te leve para qualquer destino dependendo da situação.
É diário você ouvi-las em alguma frase, alguém sempre diz quando você chama pra sair: "SE eu tiver grana eu vou"; ou então quando você pergunta se algo aconteceu: "Foi por pouco, QUASE aconteceu", quando você fala sobre o futuro: "UM DIA eu vou ser rico"; "QUEM SABE você encontre alguém que te ame"; "TALVEZ se eu tivesse feito tal coisa, tudo seria diferente". Essas frases são frequentes em nosso cotidiano, quem nunca escutou-as? Quem nunca as disse para alguém?
Agora paremos  para refletir, SE você tiver grana, você vai, SE não tiver, fica em casa. Foi por pouco, QUASE aconteceu, mas NÃO aconteceu, quem ficou em 4 lugar não foi ultimo, porém, também não sobe ao pódium. UM DIA, pode ser qualquer dia, hoje, amanhã, depois, ou daqui a dez anos. QUEM SABE, se nem você sabe, só Deus saberá. TALVEZ é uma variante, por ser positivo, negativo, sempre depende de algo, de algum acontecimento prévio.
 É muito tenso, esperar algo positivo, e receber qualquer dessas palavrinhas como resposta, porque na verdade, você não recebeu uma resposta certa.
Essas palavras não tem um significado concreto, pode variar, e muito, depende da forma como você as interpreta.
Seria interessante deixá-las de lado por alguns dias, o uso delas apenas demonstra a  indecisão, a dependência de alguma coisa.
Você pode ter perdido alguma oportunidade, por dependencia de outrém.
Vamos tentar dar algum rumo certo para a vida, não ficar dependendo de um SE QUASE TALVEZ QUEM SABE UM DIA. Não dependa de nada que não venha de você mesmo.

PS.: Perdoem-me pelo texto, mal elaborado, e sem muita lógica, ando sem criatividade. 

Juliane Nitta

Nenhum comentário:

Postar um comentário