segunda-feira, 30 de maio de 2011

...

E essa falta cresce à cada dia, de forma avassaladora, quando enfim penso que estou me acostumando, que estou te esquecendo, você ressurge de forma inesperada ocupando todos os espaços, transbordando de dentro de mim… e é nessa inconstante loucura que vivo sem te ter.

Caio F. Abreu

Nenhum comentário:

Postar um comentário