terça-feira, 21 de junho de 2011

diferença de força, exemplo de motivação.

d i f e r e n ç a d e f o r ç a, e x e m p l o d e m o t i v a ç ã o



Vou falar sobre um assunto que provavelmente muitas pessoas acham meio clichê, outras desnecessário, mas que faz parte da nossa realidade. Bom, esse tema surgiu quando, no colégio, minha professora de Recursos Humanos nos deu um trabalho sobre motivação, onde o tema do trabalho seria decidido pelos grupos e justamente no meu grupo, indiquei um tema: Motivação na deficiência.

O que significa ter força? O que significa exemplo de vida e motivação? Você acha que alguém motiva alguém? Você desiste fácil das coisas que espera conseguir algum dia? Será que algum dia paramos pra pensar nas dificuldades que muitas pessoas passam todos os dias ?

Ter força é tentar alcançar seus objetivos e mesmo que, por ventura, você não consiga, você tente, tente e quanto mais tentar, mais irá ver que mais perto estará de alcançar seus objetivos.

Exemplo de vida e motivação andam juntos. Ninguém motiva ninguém, apenas usamos dos exemplos de vida das pessoas para dizer que " somos motivados". A motivação é algo que temos guardado dentro de nós, mas só conseguimos libertar esse sentimento, quando deixamos de nos prender por bobeiras inúteis que só atrasam nosso caminho.

Desistir fácil é não ter força de vontade, não ter objetivo, não pensar em um futuro, não pensar em você. Viva a cada dia como se fosse o último !

E as "dificuldades" que passamos todos os dias? Será que chegam perto das dificuldades que um cadeirante, um cego, uma pessoa que não possui um dos braços ou uma das pernas?

Há uma história que me chamou muito a atenção, a de um rapaz chamado Tony Melendez, nicaraguense, nasceu sem seus dois braços (a mãe tomava uma medicação muito forte quando estava grávida, e o feto acabou nascendo com mutações - sem os braços). Tony desde pequeno era um menino cheio de vida, mas que precisava de tratamentos e sofria com preconceitos, as outras crianças brincavam e falavam " ele não tem braços, ele não tem braços", mas isso não impediu que ele estudasse, aprendesse a tocar violão e nem de encontrar alguém que o amasse. Tony tinha um sonho de se apresentar para o Papa João Paulo II, e sim , ele alcançou seu maior desejo e a mensagem que ele deixou foi: "não me diga que é impossível, porque é possível sim. Quando me perguntam o que é um milagre, eu simplesmente digo: erga sua mão, e ao levantar a mão, eu digo, isso pra mim é um milagre. Não me digam que vocês não podem, porque sim, vocês podem muito, mais muito mais do que imaginam!" .


Não basta apenas querer, tem que correr atrás :)






Um comentário: