quinta-feira, 21 de julho de 2011

Vale a pena ser uma exceção ?

Vou contar uma historinha:

Era uma vez uma Moça chamada Maria, ela era legal, linda, meiga, sexy,  inteligente e boazinha. Um dia desses ela conheceu o José, que era lindo, gentil, porém era conquistador -  havia sofrido por uma mulher da night e decidiu mudar- virou  o cara que não se prende a ninguém: o tipo certo do cara errado. No início ele achou que era a hora de voltar a ser o cara certo que ele foi um dia, Maria merecia um cara decente. José pensava: "Encontrei a mulher certa". E ele estava certo, ela realmente era a mulher certa que ele não merecia. Maria estava feliz, amava estar ao lado dele. E ele sabia que Maria era a nora que sua mãe sempre sonhou. Eles teriam um relacionamento estável, ele iria buscá-la no trabalho, iriam ao barzinho, num cinema. Se rolasse algo mais sério seria uma vida bacana um futuro promissor juntos, e José sabia disso.
Até que ele começou a se cansar, voltava do trabalho e olhava seus antigos amigos todos bem vestidos de bom humor indo pra noite se dar bem com a mulherada. José começou a sentir falta das noites em que passava jogando cantadas infalíveis, de ir dançar com uma gatinha de forma mais provocante e achou que não estava preparado para se prender a um relacionamento agora. Maria começa a ser um peso na vida dele, aos poucos ele começa a não dar atenção, e as vezes chega a ser grosso. Ela se pergunta o que fez de errado, e porque ele está agindo diferente.
A culpa não é dela.
Pois bem, José volta para sua vidinha de conquistador de uma noite, volta a frequentar a balada e ganha aquela moça mais sexy que o enlouquece na pista; mas noite acabou e ele não se sentiu mais homem por ter ganhado a gata enlouquecedora... Enquanto a Maria, bem ela estava com raiva por não entender o que de fato havia acontecido. Ela sofreu, chorou, mas cansou de ser a boazinha, cansou de ser a iludida. Começou a frequentar a noite, virou essa mulher sexy  e enlouquecedora da night. Ai ela conhece o Mário, que por sinal ainda é o cara certo. Ele fica encantado com Maria, mas ela já não é mais a menina boazinha, hoje ela só quer curtir. Ela enlouqueceu a cabeça do menino certinho. E o que acontece com o Mário? Bem, o mesmo que aconteceu com o José...
É o ciclo.

Você acha que Vale a pena ser a exceção?
"Se você for como todas as outras mulheres só vai encontrar caras iguais a todos os outros homens. Não compensa ser igual. Sendo a exceção você ainda tem a chance de encontrar alguém que também seja a exceção, agora é só procurar, ou deixar que ele te encontre"
 Vale sim a pena ser a exceção.
Porque eu acho que vale a pena quebrar esse ciclo que estraga as pessoas.
Acho que o que não vale a pena é mudar pra pior e se tornar uma pessoa sem princípios só por ter sofrido de amor um dia. Ser tolo é uma coisa, mas se tornar alguém igual a quem te fez sofrer, não faz de você uma pessoa inteligente.
A dor de amor pode mudar nossas perspectivas. É repetitivo, mas verdadeiro: A maneira como lidamos com a dor vai nos fazer mais amargos ou melhores.
Acredite, todos vão sofrer, mas você escolhe mudar sua índole ou não.

2 comentários:

  1. Adorei a histórinha Juh, a pura e dura realidade de hoje em dia, lamentávelmente!
    Com certeza, vale a pena ser a exceção, e eu falo por experiência própria! =)
    Parabéns pelo texto, mto bom!

    Beijoss..

    ResponderExcluir
  2. Minha histórinha foi baseada em outra História "Relatos de um homem".
    Enfim, também acho que vale a pena ser a exceção.
    Embora encontrar alguém como nós seja como procurar uma agulha no palheiro. vale a pena quando se encontra.
    HAUAHUAHUAHAU

    ResponderExcluir