quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Libertação

Sempre tentei esconder os sentimentos, diminuí-los e colocá-los em uma caixinha onde eu pudesse guardar longe de tudo e todos por medo da reação das pessoas, de não ser correspondida, passar por idiota. Medo de que alguém pegasse meus sentimentos e os esmagasse com as mãos.
Então pensei estar fazendo tudo errado. Na verdade não havia nada errado, estava apenas fora de lugar.
Me senti cansada, exausta. Situações sem fins cansam, ainda mais quando na realidade já acabou mas você não quer enxergar o fim.
Mas nunca quis demonstrar fraqueza,  mesmo quando já não tinha forças nem  para conter as lágrimas que insistiam em cair sem a minha permissão. E foi ai que percebi que não estava sendo fraca, oh não! Eu estava sendo forte por suportar tudo em silêncio e ainda sim colocar um sorriso no rosto que convencesse os demais de que eu estava bem. E eles se convenciam.
Se eu contasse ninguém acreditaria em tudo que aguentei e ainda aguento conseguindo manter a pose de menininha tranquila.
Hoje não é só pose. Aprendi com tudo o que passei, sendo bom ou ruim me fez chegar até aqui, hoje eu tenho certeza de ter o coração em paz, de mesmo com todos os problemas o sorriso ser voluntário e não obrigatório em minha face,  pois entreguei tudo nas mãos de Deus.
Agora veio a certeza de que o passado já não me afeta mais.
Uma nova perpectiva, uma nova vida.
Hoje estou bem, e não faço questão de esconder. 

4 comentários:

  1. E como sempre amei o texto *-*

    ResponderExcluir
  2. quanto sentimento reprimido, desse jeito soh vem sofrimento. o jeito e seguir em frente qu alguem vai curar td isso.

    ResponderExcluir
  3. Foi o que fiz, segui em frente.
    Se você reparou, o texto relata isso no Ultimo paragrafo. Obrigada :)

    ResponderExcluir