domingo, 14 de agosto de 2011

relatos momentâneos VI


Um dia não tão distante, eu sei que chegará a minha vez! Poderei chamá-lo de "meu amor", abraçar e me sentir protegida.

E na hora certa eu saberei quando dizer : " EU TE AMO MEU AMOR ".












Por Luhana Baldan Lemes

Um comentário:

  1. É isso mesmo, existe sempre uma hora certa pra tudo. Lindo relato, adorei Luhana!

    Beijos. =)

    ResponderExcluir